Veja aqui o MAPA
com a localização
da sede do Recriar
  • Linhas de Ônibus
Galeria de Fotos
  Seja um Contribuinte
  Clique aqui e preencha
o formulário
  Rodas de conversa sobre adoção  
 

 

REUNIÕES DE PREPARAÇÃO PARA ADOÇÃO

Objetivo Geral

Orientar e preparar casais e/ou pessoas interessadas na adoção, sensibilizando e aprimorando o processo de inclusão da criança/adolescente na dinâmica familiar e comunitária, focando estes, como sujeito de direitos, no Município de Curitiba e Região Metropolitana.

Objetivos Específicos

  1. Colaborar para a tomada de consciência dos motivos que levaram a solicitação de adoção;
  2. Facilitar a constituição de um ambiente familiar protetor e acolhedor;
  3. Orientar as famílias no exercício de funções de cuidado paterno/materno, representação de modelo identificatório e de limites;
  4. Estimular a adoção de crianças e adolescentes considerados “não adotáveis” (crianças afro-descendentes, portadoras de necessidades especiais, com idade mais avançada);
  5. Orientação no pós-adoção.

 

METODOLOGIA DO PROJETO DE PREPARAÇÃO DE FAMÍLIAS PARA A ADOÇÃO

As Rodas de Conversas sobre Adoção será destinada à casais e indivíduos que tiverem interesse na adoção de crianças ou adolescentes. Serão convidados a participar do “pré natal da adoção” com encontros em reuniões mensais em que serão oferecido esclarecimentos, apoio e orientação social, psicológica e jurídica aos candidatos. Nestes encontros, haverá palestras na área, depoimentos, debates, publicações, visando prepará-los em todos os aspectos, através da troca de experiências e apoio.


Após a divulgação do projeto, os interessados em participar da preparação de candidatos à adoção, entram em contato com a Recriar, e serão convidados a participarem das reuniões das “Rodas de conversas sobre Adoção”. Neste dia, o palestrante contratado além da Equipe Técnica e Voluntários da Recriar de diversas profissões irão através de palestras, dinâmicas de grupos e de depoimentos pessoais, orientar e sensibilizar os casais e/ou pessoas interessadas na adoção, para a tomada de consciência dos motivos que levaram a solicitação de adoção, a constituição de um ambiente familiar protetor e acolhedor, aprimorando o processo de inclusão da criança ou adolescente na dinâmica familiar e comunitária.

Os temas propostos para estas reuniões serão: preconceitos da adoção, funções maternas e paternas, limites, responsabilidade, vínculo e apego, ansiedade do pré-adotante, respeito às diferenças, pertencimento, caracterização da criança em acolhimento institucional, expectativas, orientações legais e o processo legal da adoção, entre outros assuntos pertinentes a esta situação.

Em todos os encontros a Vara da Infância e Juventude será ressaltada como o local e a única forma de se recorrer a um processo de adoção.

Ações:

  1. Evento de lançamento para divulgação do Programa em parceria com o Cmdca, Cmas, Secretaria Municipal de Assistência Social, sociedade civil e órgãos da mídia paranaense.
  2. Divulgação do Projeto através da mídia falada e escrita, em associações diversas, Rotary, OAB, etc.
  3. Realização de reuniões com juízes e as técnicas da Vara da Infância e Juventude, com as técnicas da CEJA, do Ministério Público e Associação dos Magistrados do Paraná.
  4. Serão realizadas reuniões mensais as “Rodas de conversas sobre adoção”, para orientar e diminuir a ansiedade dos pretendentes.
  5. Serão formuladas listas de presenças para o controle dos participantes interessados na adoção.
  6. Estreitar parcerias com o curso obrigatório da Associação dos Magistrados do Paraná, que já vem sendo ofertado em Curitiba.
  7. Os candidatos à adoção poderão ser encaminhados para as reuniões pela Vara da Infância e Juventude, pela Associação dos Magistrados do Paraná, através do site da Recriar, cartazes afixados e outros meios de comunicação/divulgação junto à comunidade.

A experiência da Recriar nesta área se demonstra desde 1997 com a publicação do primeiro número do boletim informativo “Criando Idéias”, distribuídos entre a comunidade, nas diversas Instituições e Comarcas do Paraná. Desde este período, a Recriar já atuava com reuniões e cursos visando a Pré Adoção visando preparar e também diminuir a ansiedade dos pretendentes a adoção. Dentro da linha de trabalho sobre a Adoção em parceria com Associação Paranaense de Pediatria e o Juizado da Infância e Juventude, além de contar com vários amigos da comunidade, a Recriar realizou a “I Jornada Paranaense sobre Família e Adoção” (1999), o “VI Encontro Nacional de Associações e Grupos de Apoio à Adoção” (2001) com a presença de Grupos de Apoio de todo o Brasil, autoridades, famílias e estudantes universitários. Em 2001 recebeu o Prêmio Dignidade Solidária, através do CEPAC – Centro Paranaense da Cidadania Solidária por serviços prestados à sociedade paranaense.

Durante todos esses anos a Recriar teve grande atuação dentro da mídia através de várias entrevistas tanto em rádio como na televisão e também em escolas e faculdades. Foram realizadas várias Jornadas explicativas, atividades dentro da comunidade - “Recriando na Rua” e campanhas como “Adotar é Legal!” e “Adote essa idéia”, todas realizadas em parceria com o Juizado da Infância e da Juventude da Comarca de Curitiba e do Ministério Público, com distribuição de folhetos e cartazes pela cidade, afixados em ônibus e em lojas comerciais para a conscientização da comunidade em geral sobre a necessidade da criança e do adolescente terem uma família e a urgência de prevenir o abandono. Segundo a Vara de Adoção de Curitiba, somente no ano de 2007 houve um aumento de 30% nas adoções de crianças maiores em relação aos anos anteriores.



*Este projeto poderá servir como apoio para outras Instituições desde que estas dêem os créditos de pesquisa a Recriar – Família e Adoção.

 
 
  PARCEIROS:  
     
Site Meter 
Recriar - Família e Adoção - recriarfamilia@gmail.com - Fone: 41 3264 4412
R. Carneiro Lobo, 35 casa fundos - Água Verde, Curitiba - PR - CEP: 80240-240